Dicas Úteis

Emissões de CO2: o AUTOBLOGUE oferece-lhe 5 dicas para reduzir emissões!

A emergência ambiental está na ordem do dia, mesmo que empurrada para a margem da atenção devido ao Covid-19. E você, sim, você caro leitor do Autoblogue pode ser um preciso auxiliar na redução das emissões de CO2. Nos ajudamo-lo!

A pandemia do Covid-19 vai mudar a nossa vida de uma forma indelével. Mas para lá disso, podemos desde já aprender como podemos contribuir para um futuro mais sustentável. Essa aprendizagem não será fácil, pois obriga-nos a mudar atitudes, rotinas e vícios enraizados há muito tempo.

Porque não queremos que faça esse esforço sozinho, vamos ajudá-lo com cinco dicas fundamentais para poupar no consumo de combustível, logo, na redução das emissões de CO2. Ideal seria optar mais pelos transportes públicos e menos pelo transporte individual, como ideal seria, também, que todos pudessem trocar de carro por unidades mais modernas. Isso não é assim tão fácil e como acreditamos que não irá mudar de carro a breve trecho, aqui ficam estas cinco dicas para reduzir as emissões de CO2 do seu veículo.

1 – Limpar o depósito do motor do carro

Com o passar do tempo, há depósitos perigosos que se acumulam no motor do veículo. Estes depósitos levam à redução da eficiência e ao aumento das emissões de CO2. Se utilizar um produto de limpeza no sistema de combustível, vai ajudar a remover estes depósitos nocivos. A utilização é fácil! Basta usar uma garrafa deste líquido e colocá-lo no depósito de combustível – com um quarto do depósito cheio.

Para uma maior eficiência, faça esta limpeza a cada três meses. Alguns combustíveis premium contêm estes aditivos que ajudam a limpar o depósito do carro. “Vale a pena pagar mais por combustíveis premium?” é uma pergunta frequente. Normalmente são designados como ‘premium’, ‘super’ ou ‘ultimate’ e estão mesmo ao lado do gasóleo comum e sem chumbo.

Como acima referido, este tipo de combustível contem agentes de limpeza ativos para remover os depósitos do motor. O que melhora a eficiência do combustível e ajuda a reduzir as emissões de CO2. Os resultados variam de acordo com a marca, modelo, idade do carro e a forma como é conduzido. Mas nada melhor que experimentar para ver as diferenças.

2 – Mudar o óleo regularmente

O óleo do motor é a força vital dos carros. É ao óleo que cabe a função de lubrificar, limpar, arrefecer e evitar o desgaste. Por isso, deve ser alterado com intervalos regulares para manter o seu carro a funcionar da forma mais eficiente possível.

Para isso verifique o manual do veículo para consultar os intervalos de manutenção recomendados. Esteja atento ao nível de óleo do motor.

3 – Repensar o tipo de condução

Os hábitos de condução têm influência nas emissões de CO2. Mude de velocidades lenta e suavemente, tentando manter uma velocidade constante enquanto conduz. Travagens e arranques bruscos também são inimigos de uma condução ecológica. Estas regras de condução não se prendem apenas com os limites de velocidade.

É importante desligar o motor sempre que imobilizar o carro por mais do que um minuto. Não desligue o “stop&start” e nas descidas não desengate o carro, pois sem aceleração, o motor não gasta combustível. Se seguir desengatado, gasta porque vai ao ralenti.

4 – Trocar os filtros de ar

Quando o filtro de ar está entupido, o fluxo de ar para o motor é reduzido. Esta situação pode levar a uma infinidade de problemas. Se um motor não puder respirar, os depósitos acumular-se-ão, causando desgaste prematuro.

Mais uma vez, verifique os intervalos de manutenção recomendados para trocar o filtro. Esta frequência vai depender do ambiente em que vive – quanto mais poluição houver, mais manutenção terá de realizar.

5 – Verificar a pressão dos pneus

Com que frequência verifica a pressão dos pneus? Segundo a Michelin, um pneu perde cerca de 0,076 bar por mês. Contudo tenha em atenção que há fatores que podem acelerar o esvaziamento dos mesmos.

A baixa pressão dos pneus aumenta o consumo de combustível e as emissões de CO2. Por exemplo, um pneu insuflado a 20%, reduz a economia proporcionalmente. Deve verificar a pressão dos pneus de acordo com as recomendações do fabricante. Ou pelo menos uma vez por mês.

Ao substituir os pneus, considere escolher os de baixa resistência em andamento. Todos os pneus possuem uma etiqueta da UE que fornece este tipo de informação. A diferença pode chegar a 0,5 litros de combustível por 100 km.

Categories: Dicas Úteis, Home, Notícias

Tagged as: , ,