Home

Mercedes e Geely entendem-se para fabricar novos motores a gasolina

Novos blocos de quatro cilindros vão passar a ser produzidos na China. Aprofunda-se a relação entre os dois construtores.

A Mercedes está a ultimar os detalhes da transferência da produção da maioria dos blocos de quatro cilindros para a China. Com esta decisão, a Mercedes aprofunda a parceria com a Geely, dona da Volvo e da Polestar.

Segundo o jornal alemão Handelsblatt, o acordo firmado diz que a Daimler (dona da Mercedes) e a Geely Holdings vão estreitar a colaboração técnica. Diz ainda este acordo que as duas empresas terão o objetivo de desenvolver e produzir uma nova família de motores de quatro cilindros a gasolina.

Motores estes que serão a base de sistema híbridos da Daimler e da Geely a partir de 2024. Os propulsores serão produzidos na China.

Não há informações fidedignas sobre a quantidade de blocos que a Daimler irá produzir na China, embora o mesmo jornal alemão, citando uma fonte da Daimler, refere serem centenas de milhares.

A mesma fonte citada pelo Handelsblatt, refere que a Mercedes tem planos para desenvolver um motor modular, ultra eficiente que sirva as necessidades da próxima geração de modelos híbridos.

O resto do acordo está envolto num manto de segredo. Naturalmente que o motor que sair desta colaboração sino-alemã servirá a Mercedes e a Geely, com esta a espalhar por mais marcas esta nova tecnologia. É do conhecimento público que a Geely é a dona da Volvo, Lynk&Co, Polestar, Proton e deverá ficar, também, com a Lotus.

Isto para não falar do acordo com a Mercedes que colocou no bolso do gigante chinês 50% da Smart em 2018. O que vai levar as duas empresas a voltarem a trabalhar juntas, já que o sucessor do ForTwo e do ForFour nascerá da pesquisa e desenvolvimento de ambas, com produção na China.

Categories: Home, Notícias

Tagged as: , , , , ,