Antevisão

Peugeot 308 SW deverá ser assim. E que bom aspeto tem!

Publicamos aquilo que no entender dos sempre bem informados camaradas do sítio “L’Argus” será o novo 308 nas versões berlina e carrinha.

Com a devida vénia, aqui deixamos os desenhos daquilo que poderá ser a nova geração do 308 nas versões de 5 portas e carrinha. Esta geração do 308 será revelada no outono de 2021 e estará à venda na primavera de 2022.

A carrinha 308 será rival da carrinha da oitava geração do Golf. Porém, o 308 esteve muito perto de não ter a versão carrinha, muito por culpa dos SUV e crossover que são verdadeiros eucaliptos.

Mas Carlos Tavares e a sua equipa lá deram a luz verde ao projeto P52, a Peugeot 308 SW. Embora o P51 (a versão de 5 portas do 308) seja o “pai” desta autorização.

O 308 destacar-se-á por um capô longo e um habitáculo recuado, assim à imagem do primeiro  BMW Série 1. Uma silhueta bem diferente do atual.

Tudo para valorizar a aparência, que será mais musculada e com uma frente que fará lembrar o 508. O posicionamento semi-Premium é um dos objetivos. Porém, com esta arquitetura, o conceito familiar fica turvo com menos espaço no banco traseiro.

Ora, é aqui que entra a P52 e a luz verde dada pela administração para a sua produção. A perda de atributos familiares do 308 será mitigado pela oferta de uma carrinha.

Que será diferente das portas dianteiras para trás. A distância entre eixos será maior (2,73 metros contra 2,62 do 308), terá uma traseira mais comprida, mantendo a frente agressiva do 308.

Quer isto dizer que quem quiser mais espaço e mais coisas opara a família pode optar pela carrinha. Uma fórmula já usada pela VW com o Golf.

Evidentemente, não há detalhes sobre a carrinha, acreditando-se que manterá os mais de 600 litros de capacidade na mala e mais de 1600 com os bancos rebatidos.

O estilo do 308 SW será tratado parta ajudar na redução dos consumos e das emissões, tendo como inspiração, como dissemos, a carrinha 508.

Naturalmente que as motorizações híbridas farão parte da gama com os MHEV com motor 1.2 Puretech e tecnologia de 48 volts no alternador/motor de arranque com caixa manual e uma caixa automática eletrificada.

O híbrido Plug-in também fará parte da gama gizada pela Peugeot. Onde apenas vai estar um motor a gasóleo, o 1.5 BlueHDI com 130 CV. O 2.0 HDI com 180 CV vai ser descontinuado em dezembro, ficando uma produção residual para o 5008. Os blocos a gasolina 1.2 Puretech surgirão com versões de 100, 130 e 155 CV.

This slideshow requires JavaScript.

Categories: Antevisão, Home, Notícias

Tagged as: , , ,