Notícias

Ford realiza relatório de tendências para 2021 com algumas surpresas

Chama-se “Looking Further with Ford Trends Report”, chegou à nona edição e explora como os consumidores estão a adaptar-se à vida durante uma pandemia.

Enquanto 69% dos adultos a nível mundial dizem sentir-se esmagados pelas mudanças que ocorrem no mundo, quando questionados sobre o quão bem se adaptaram às mudanças durante a pandemia, 47% dizem que tem sido “mais fácil do que eu imaginava”.

O relatório destaca os mecanismos de reação e resiliência que se encontram expostos em todo o mundo. Um inquérito global em 14 países revela como as famílias e os indivíduos estão a reescrever as regras – no local de trabalho, na sua vida familiar e nas suas ligações sociais, bem como no seu consumo de bens e serviços.

Quer ler o relatório completo Looking Further with Ford 2021 Trends?

visite por favor www.fordtrends.com

Outras tendências destacadas no relatório incluem:

– Pontos de Pressão: A nível mundial, a ansiedade é elevada – alimentada pelo medo de contrair a Covid-19 e pelas preocupações sobre o impacto da pandemia nas comunidades, emprego, educação e muito mais. 63% dos adultos a nível mundial dizem que se sentem mais stressados do que há um ano, e 4 em cada 5 dizem que devem cuidar melhor do seu bem-estar emocional. Agudamente conscientes das implicações da pandemia na saúde mental, as pessoas estão a encontrar formas inovadoras de lidar com a pandemia e de se ligar.

-Tempo para Escapar: “Que dia é hoje?” tornou-se um refrão comum à medida que as fronteiras entre o trabalho e a vida privada desaparecem. Para combater a monotonia da pandemia e o confinamento do lar, os consumidores procuram novas formas de escapar – e muitos procuram refúgio nos seus veículos. Mais de 1 em cada 4 adultos em todo o mundo que possuem um veículo dizem utilizar o seu veículo para relaxar. Cerca de 1 em cada 5 dizem que utilizam o seu veículo para encontrar privacidade. E 17% dizem que o utilizam como local de trabalho.

– Manter a companhia: A pandemia pôs em destaque a necessidade de companhia do consumidor e reformulou o seu sentido de família. A solidão é omnipresente no mundo – uma em cada duas pessoas diz sentir-se só regularmente. As gerações mais jovens sentem isto de forma mais aguda: As pessoas da “Geração Zero” são quase 2x mais suscetíveis de dizer que se sentem sozinhas numa base regular do que os “Baby Boomers” (64 por cento vs 34 por cento). Como resultado, muitos estão a reconsiderar o sítio onde vivem, aproximando-se da família, e encontrando companhia de novas formas – online e offline.

– Importar-se com as Desigualdades: A nível mundial, as desigualdades e injustiças são cada vez maiores – particularmente porque a pandemia teve um impacto desproporcionado nas comunidades de baixos rendimentos, nas minorias étnicas e nas mulheres. À medida que os consumidores se tornam mais conscientes da divisão, as marcas estão a aparecer como ativistas e empreendedoras. 76% dos adultos a nível mundial dizem esperar que as marcas tomem uma posição sobre questões sociais – e 75% dizem que pensam que as marcas estão hoje a tentar fazer o mais acertado.

– Boa compra: No meio da pandemia, a forma como compramos – e o que procuramos comprar – transformou-se. As empresas grandes e pequenas estão a adaptar-se a uma velocidade vertiginosa – e muitos consumidores estão a abraçar e a desfrutar do novo normal. 75% dos adultos a nível mundial dizem apreciar a forma como as empresas melhoraram a experiência de compra desde o início da pandemia – e 41% dizem que não querem voltar à forma como faziam compras antes da pandemia.

– Desvio de Tráfego: A pandemia pode fazer com que se sinta preso, mas não estamos num impasse – o transporte pessoal está a florescer. A venda de bicicletas disparou e as cidades fecharam as ruas para dar espaço aos ciclistas. As vendas de automóveis dispararam à medida que as pessoas procuram segurança ao saberem que podem controlar o seu ambiente. E o planeamento inteligente da cidade está a acelerar o caminho para uma condução autónoma totalmente implementada. 67% dos adultos a nível mundial dizem estar “esperançosos quanto ao futuro dos veículos autónomos”, e 68% dos pais dizem preferir ver os seus filhos a serem transportados num carro auto-conduzido do que com um desconhecido.

– Apoiar a Sustentabilidade: Nos primeiros tempos da pandemia, a qualidade do ar emergiu como um possível benefício para o encerramento mundial, mas esse otimismo diminuiu rapidamente à medida que o mundo recuou para os plásticos e outros descartáveis – tornando claro que ser e manter-se sustentável nem sempre estão em sintonia. As gerações mais jovens estão particularmente preocupadas: 46% dos inquiridos da Geração Z dizem que a pandemia nos tornou mais esbanjadores – e 47% dizem que a longo prazo, a pandemia terá um impacto negativo sobre o ambiente.

Categories: Notícias

Tagged as: , , ,