Desporto

Yuki Tsunoda vai ser piloto da AlphaTauri em 2021

Tem apenas 20 anos, nasceu no Japão, deu nas vistas na Euroformula Open. Chama-se Yuki Tsunoda e vai ser piloto da AlphaTauri em 2021.

Será o primeiro japonês na grelha de partida da Fórmula 1 desde 2014. Faz parte da fileira de jovens da Honda e está debaixo da proteção da RedBull. Venceu a F4 japonesa antes de ganhar a Euroformula Open e ter “aterrado” na F2. Onde teve de inclinar-se perante Mick Schumacher e Callum Illot, que foi anunciado como piloto de testes da Ferrari.

Yuki Tsunoda será, assim, colega de equipa de Pierre Gasly. O francês “comprou” o seu lugar com a vitória inesperada no Grande Prémio de Itália. O japonês irá para o lugar de Daniil Kvyat que, sabia-se, estava na porta de saída, faltava apenas o pontapé final naquela zona onde as costas mudam de nome.

Recordar que Tsunoda já testou um carro de F.1, no caso um chassis de 2018 e esteve no teste de jovens pilotos feito há dias no AbuDhabi. Onde um “jovem” de Oviedo deu um “bigode” a todos os miúdos. Sabem de quem falamos? Claro, de Fernando Alonso!

Depois de Mick Schumacher e de Nikita Mazepin – embora este esteja a fazer tudo para ser corrido da F1 antes de se sentar ao volante de um carro – Yuko Tsunoda é o terceiro piloto vindo da F2 a ganhar um lugar na F1 2021.

Curioso é perceber que o piloto fortemente apoiado pela Honda só irá fazer um ano com os motores da casa japonesa, pois já se sabe que os nipónicos vão sair da F1 no final de 2021.

Para Franz Tost, responsável da equipa AlphaTauri (ex-Toro Rosso), o Yuki Tsunoda demonstrou “uma boa mistura entre agressividade competitiva e conhecimento técnico. E no teste de AbuDhabi provou aprender depressa e que está pronto para este salto até à F.1.”