Antevisão

VW ID 8 já está perto da definição final

O maior modelo da gama 100% elétrica da VW está perto da definição final.

Rival do Tesla Model X, o ID Roomzz tem estado em ensaios permanentes e aproxima-se da forma final. Com o ID.4 quase, quase a surgir no mercado, a VW continua a acelerar a sua transformação e o SUV da gama ID rival do Tesla Model X está quase pronto.

Será o navio almirante da gama e, claro, não se chamará Roomzz como o protótipo que o anunciou. Deverá chamar-se ID.8 pois o ID.6 será a berlina de quatro/cinco portas.

O “pão de forma” elétrico antecipado pelo protótipo Buzz deverá ter o nome ID.7, portanto, não custa perceber que este será o ID.8.

Segundo a Volkswagen, o ID.8, vamos chamar-lhe assim, terá mais espaço interior que um Touareg, o maior carro que a VW vende no Velho Continente.

Por isso, como explicou Jurgen Stackmann, patrão do marketing e das vendas, este é um carro “apontado a mercados como a China e os EUA, pois são países que adoram o espaço interior.”

Ou seja, será vendido na Europa, mas face à gama que terá, nessa altura, o familiar médio ID.3, o crossover ID.4 e a carrinha ID.6, será ator secundário, acredita-se.

Assim sendo, o ID.8 será o modelo de topo e o maior feito com base na plataforma MEB. Cederá esse lugar, depois, ao ID.7, a reinterpretação hodierna e elétrica do famoso “pão de forma”.

O modelo terá várias opções de motorização e de baterias, alargando a autonomia consoante essas escolhas. O protótipo ID Roomzz tinha uma autonomia de 450 km e poderia receber 80% da carga em 30 minutos num carregador de 150 kW.

As imagens mostram o ID.8 na sua forma final, descintando a frente a lembrar modelos da Peugeot. Isto depois de já ter feito protótipos que pareciam carros da Opel.

Retemos o facto das portas deslizantes não terem sido conservadas – são quatro portas de abertura convencional – o mesmo acontecendo com as câmaras no lugar dos espelhos exteriores. Que podem aparecer nas versões de topo.

Finalmente, dizer que a VW tem como objetivo para o ID.8 colocar a enfâse na condução autónoma e por isso a marca alemã tem como objetivo equipar o carro com o nível 4 de autonomia.