Elétricos

Renault lança em Portugal o modelo 100% elétrico mais barato: Twingo Electric por 22.200€!

Chegará ao mercado em janeiro e com dois níveis de equipamento, o Renault Twingo Electric custará 22.200€ para particulares e 18.000€ para empresas. O 100% elétrico mais acessível do mercado!

Janeiro será o mês de chegada ao mercado nacional do Twingo Electric, um carro citadino que incluirá no preço a bateria. Ou seja, não haverá a oportunidade de alugar a bateria.

O modelo será comercializado com dois níveis de equipamento, sendo a entrada da gama feita pelo Zen que custa, como referimos, 22.200 euros para o cliente particular e cerca de 18.000€ para as empresas pela possibilidade de dedução integral do IVA. 

O nível de equipamento ZEN integra, entre outros itens, o ar condicionado automático, os bancos traseiros com rebatimento 50/50, o elevador de vidro elétrico com função impulsional do lado do condutor, o limitador de velocidade, o porta luvas fechado, o sistema multimédia Easy Link de 7 polegadas com replicação smartphone, os retrovisores elétricos da cor da carroçaria, os sensores de chuva e luminosidade ou o volante em couro regulável em altura.

Se gastar mais mil euros pode adquirir a versão Intense enriquecido com equipamentos como o sistema Easy Link 7 de 7 polegadas com navegação, o sistema de ajuda ao estacionamento traseiro + câmara de marcha-atrás, o regulador e limitador de velocidade, o banco do passageiro rebatível “one touch“, a bagageira modulável, os vidros traseiros sobre escurecidos e as jantes em liga leve de 15 polegadas. Este custará 23.200 euros, 19.000€ para os clientes empresariais.

Exteriormente, mas igualmente no habitáculo, são vários os pormenores que caraterizam a gama elétrica da Renault. 

O Renault Twingo Electric reivindica o melhor raio de viragem do mercado e graças à bateria de 22 kWh oferece uma autonomia de 270 quilómetros em ciclo WLTP City e de 190 quilómetros no ciclo WLTP Completo (225 quilómetros com utilização do modo Eco). O suficiente para uma semana de utilização sem carregamentos, para quem percorre uma média de 30 quilómetros diários.