Home

Mercedes cumpre metas europeias de emissões de CO2

A casa de Unterturkheim está a acelerar o caminho rumo à neutralidade de CO2 e para isso triplicou a vendas de veículos eletrificados em 2020. Além disso, cumpriu os limites de emissões de CO2.

Contas feitas, a Mercedes vendeu, globalmente, 2.528.349 unidades, dos quais mais de 160 mil híbridos Plug In e 100% elétricos. Quer isto dizer que a quota de modelos eletrificados cresceu 7,4%.

Em Portugal, a Mercedes ocupou um lugar no pódio das marcas mais vendidas com 13,752 uniudades, das quais 3.579 foram de veículos eletrificados. Naturalmente, foi a marca Premium mais vendida em território luso.

Ainda em Portugal, a Mercedes vendeu toda a produção do EQC disponibilizada para o mercado lusitano, 225 unidades. Diga-se que os Mercedes EQ já têm um peso nas vendas da casa alemã entre nós de 26%. 

A nível global a Mercedes aumentou a quota de modelos eletrificados aumentou 2%, com os híbridos Plug In a quase quadruplicarem para 115 mil unidades. Os modelos 100% elétricos EQC e EQV venderam, respetivamente, 20 mil e 1.700 unidades, ou seja, totalizaram quase 27 mil veículos. Mais 45,6% face a 2019 (18.400 unidades).

Em 2021 vão surgir quatro novos modelos EQ: EQA, EQB, EQE e EQS. Quanto aos híbridos Plug in, serão renovadas as ofertas do Classe C e do Classe S, tendo o desejo de aumentar a quota dos modelos eletrificados nas suas vendas para 13%.

A nível global, o Classe S foi o modelo de luxo mais vendido com 60 mil unidades (menos 17,2%), com o novo Classe S a ter, já, 40 mil encomendas.

No segmento compacto, a Mercedes vendeu cerca de 691 mil veículos (Classe A, Classe A Limousine, Classe B, CLA Coupé, CLA Shooting Brake, GLA e GLB), mais 3,6%.

No que toca aos SUV (GKLA, GLB, GLC, GLC Coupé, EQC, GLE, GLE Coupé, GLS e Classe G) as vendas foram de 885 mil unidades, mais 12,9%.

Destaque para o GLE que vendeu mais 32,2% e o GLS com mais 21,1% de vendas. O modelo mais vendido foi o GLC com cerca de 320 mil unidades em 2020.

No que toca à AMG, vendeu 125.129 unidades, menos 5,3%. A smart comercializou 38,391 veículos, menos 67,1%.