Desporto

Rali do Ártico, disputado na Finlândia, substitui o cancelado Rali da Suécia no WRC

O Rali da Suécia foi anulado devido à pandemia de Covid-19 e a FIA e o promotor do Mundial de Ralis encontraram uma solução com a inclusão do Rali do Ártico.

A prova disputada em redor da cidade de Rovaniemi com temperaturas que podem descer até aos -30 graus celsius, entrará para o lugar do Rali da Suécia e disputar-se-á entre 26 e 28 de fevereiro.

Esta será a única prova de inverno e com neve do Mundial. Com esta confirmação, o Mundial de Ralis vai deslocar-se duas vezes, este ano, até terras finlandesas. A segunda prova do WRC naquele país será o Rali da Finlândia nos dias 29 de julho a 1 de agosto.

O Rali do Ártico terá um “shakedown” na 6ª feira de manhã, com a prova a arrancar da parte da tarde. Depois, terá um “loop” de 3 provas especiais de classificação no sábado, enquanto que no domingo terá mais uma ronda de especiais, incluindo a Powerstage. No total, serão 260 km disputados contra o cronómetro.

Para Jona Siebel, diretora do promotor do WRC, “desde a confirmação em dezembro que não ia haver Rali da Suécia, temos trabalhado duro para encontrar uma solução e essa passava pelas negociações com a AKK Sport, organizadores da prova. Os responsáveis da prova finlandesa tudo fizeram para que o nível da prova seja o habitual no Mundial de Ralis. Pelo menos, igual ao elevadíssimo nível do Rali da Finlândia. Tínhamos de ter um rali de inverno, pois são palco das mais espetaculares provas. A neve e os enormes bancos de neve nas bermas são o sonho de qualquer piloto.”

Quanto a Yves Maton, o responsável dos ralis na FIA, confirmou que o Rali do Ártico, tal como todos os outros, cumprirão, estritamente as normas de segurança, embora não haja nenhuma decisão sobre a presença de espetadores.