Desporto

“O Nasser perdeu a prova devido ao seu ego” ataca Stephane Peterhansel

O francês não gostou muito das justificações de Nasser Al-Attiyah para a derrota no Dakar 2021 e respondeu de forma pouco diplomática.”

“Não quero comentar o que ele disse, pois queixam-se há anos. Nós, quando não ganhamos não passamos a vida a chorar. O que se passou foi uma questão de ego. Se ele tivesse um ego diferente, ele poderia ter ganho o Dakar. Mas o ego dele levou-o a querer ganhar o Prólogo e penso que foi aí que ele perdeu a prova.” Palavras de Stephane Peterhansel!

O francês ganhou apenas uma especial e foi assim que ganhou a prova, nunca liderando nos dias onde a navegação era mais complicada. Al-Attiyah ganhou cinco tiradas, mas foi menos consistente. Peterhansel nunca perdeu mais de cinco minutos para o seu adversário.

Ao abrir a estrada na primeira etapa depois do Prólogo, o piloto da Toyota perdeu muito tempo. Peterhansel desvaloriza os furos e não deixa de dar uma alfinetada a Paulo Fiúza, o seu navegador em 2020.

“Temos sempre de dar tudo, temos de ser completos. Temos de ter uma boa equipa , um bom carro e, claro, um navegador de classe e de topo.” Além disso, Peterhansel destaca o facto de “ter ganho 30 anos depois do meu primeiro sucesso no Dakar e acho que sou o único piloto a ter ganho nos três continentes onde a prova se disputou.”

Pelo que se pode ler, se Nasser Al-Attiyah tem um grande ego, Stephane Peterhansel tem um feitio sui-generis onde a humildade não é palavra de ordem. Talvez por isso são ambos grandes campeões.