Home

VW enfrenta multas de 100 milhões de euros por desrespeito dos limites de emissões

As exigentes normas de emissões de CO2 na União Europeia vão obrigar a Volkswagen a ir ao bolso para pagar as multas devidas á UE.

O grupo Volkswagen (incluindo VW, Audi, Porsche e a Skoda) cortou o valor de emissões de CO2 nos carros novos cerca de 20% para 99,8 gr/km. Infelizmente, para o grupo alemão, essa redução foi curta e o valor final ficou 0,5 gr/km abaixo do valor exigido. 

Segundo um porta voz da VW, esta diferença de 0,5 gr/km, implica o pagamento de uma multa de “de três dígitos de milhões”.

Em comunicado, Herbert Diess, CEO do grupo VW, disse que “falhámos por muito pouco o objetivo de emissões de CO2 para a nossa gama, muito por culpa da pandemia de Covid19.”

O executivo alemão tinha fortes esperanças em conseguir alcançar objetivo, até porque apostou muito forte nos modelos elétricos. 

A VW e a Audi conseguiram cumprir as metas, muito por culpa do lançamento do ID.3 e no e-tron. Não foram divulgadas cifras da Porsche, Seat e Skoda. As emissões da Bentley e da Lamborghini são medidas individualmente e não entram nas contas do grupo.

O grupo VW vai ter de aumentar a quota de híbridos e de modelos elétricos até aos 60’% de “mix” até 2030. Bem mais que os 40% previstos.

Convirá dizer que a VW juntou a sua produção (designado por “pool”) com a MG Motor, Aiwats, LEVC e a Next E.Go Mobile. Algo que é autorizado pelas autoridades europeias.

Mesmo assim, não chegou para evitar que o grupo VW vá ter de pagar 95 euros por grama a mais de CO2, por veículo vendido. Dai que a multa possa ser maior que os 100 milhões de euros. 

Mais um duro golpe nas finanças do grupo VW que já pagaram mais de 30 mil milhões de euros com o Dieselgate.