Clássicos

Jaguar C-Type junta-se à família de réplicas clássicas da casa britânica

O C-Type faz 70 anos e a jaguar decidiu produzir, à mão, oito réplicas do modelo original.

A Jaguar Classic vai produzir nas instalações da Jaguar Land Rover Classic Works, em Conventry, uma edição muito limitada do Jaguar C-Type, lançado há 70 anos e que venceu as 24 Horas de Le Mans em 1953. 

Graças ao novo sistema de configuração online, os dados em CAD passam do virtual para a realidade e assim os clientes podem criar o seu C-Type. Basta clicar em classicvisualiser.jaguar.com. Se estiver interessado num dos 8 C-Type que vão ser feitos á mão, basta visitar www.jaguar.com/classic ou telefonar para o +44 (0) 2476 566 600 ou enviar um email para sales@classic-jaguarlandrover.com.

Recordamos que o C-Type foi produzido entre 1951 e 1953, desenhado por Malcolm Sayer, venceu as 24 Horas de Le Mans de 1951 e 1953, e estreou a inovadora tecnologia de travões de disco com um sistema desenvolvido entre a Jaguar e a Dunlop.

Foram produzidas 53 unidades, 43 vendidas a clientes privados. Estas estavam equipadas com travões de tambor e carburador duplo SU debitando 200 CV.

Como dissemos, serão produzidas oito novas réplicas do C-Type antes da realização, em 2022, do evento de celebração para proprietários inspirado no desporto automóvel. 

Irão todas seguir a especificação do veículo da equipa de competição que venceu Le Mans em 1953, incluindo o motor de seis cilindros em linha e 3,4 litros com travões de disco e carburador triplo Weber 40DCO3 para desenvolver uma potência de 220 CV.

Os engenheiros da Jaguar Classic utilizaram como ponto de partida a experiência conseguida nos programas de réplicas do Lightweight E-Type, XKSS e D-Type da Jaguar Classic, consultando os arquivos da Jaguar e verificando os dados digitalizados de um C-Type original, além de utilizar a mais recente tecnologia de design assistido por computador para criar o C-Type de produção nova mais autêntico possível.

A precisão das especificações genuínas de 1953 é assegurada graças ao acesso exclusivo ao historial e aos desenhos originais de engenharia da empresa, criados pela equipa de desenvolvimento do C-Type, que incluía Malcolm Sayer, o Diretor de Competição Lofty England e os engenheiros William Heynes, Bob Knight e Norman Dewis.