Home

Ford junta-se à Google para usar o sistema Andoid e a GM junta-se à Microsoft

O acordo foi anunciado ontem e levará a Ford Motor Company a colocar nos seus carros novos a partir de 2023, o sistema operativo Android.

Este acordo terá a duração de seis anos e junta um gigante do mundo automóvel com um ainda maior gigante da tecnologia.

Segundo o acordo assinado, a Ford vai usar a “cloud” do sistema Google e ter acesso ao sistema de inteligência artificial para usar em fábricas, concessionários e veículos.

Segundo comunicado da Ford, a tecnologia da Google pode ajudar a encontrar defeitos na cadeia de produção, melhorar a cadeia de fornecimento, alertar os clientes que o seu carro necessita de passar pela oficina e lançar alertas de negócios de usados ou mesmo de oportunidade de modelos novos.

A marca da oval azul vai levar para dentro dos carros o Android para servir como sistema de navegação, assistente de voz e outros serviços. Claro que os modelos vão continuar a poder usar o Apple CarPlay e a assistente Alexa da Amazon. Mas terão de conectar os seus smartphones ou outro dispositivo.

Os termos do acordo assinado não foram revelados, mas Jim Farley, CEO da Ford,  disse á CNBC, cadeia de televisão norte americana, que “vale centenas de milhões de dólares.”

Com este anúncio, a Ford conheceu um aumento de 4% no seu valor bolsista com as ações a negociarem a 10.95 dólares por ação.

Fica por saber se o sistema Ford Sync vai ser deitado para o lixo ou se manter-se-á e, alguns modelos. Até porque a entrada em cena da Google só acontecerá em 2023. 

Para Jim Farley, o patrão da Ford, ficou evidente que “tínhamos de sair do negócio de fazer coisas genéricas que não adicionam valor como sistemas de navegação e vários elementos do entretenimento a bordo.”

Já o vice-presidente da Ford para a estratégia e parcerias, referiu que o sistema da casa americana será semelhante ao da Polestar, mas pensado especificamente para os modelos Ford e Lincoln. A China está fora deste acordo e a Ford e a Google já disseram que os dados dos clientes não serão partilhados com outros.

Esta acordo surge pouco tempo depois da General Motors ter feito um acordo com a Microsoft para usar a sua nuvem e as capacidades de programação da empresa fundada por Bill Gates.

Categories: Home, Notícias

Tagged as: , , , ,