Desporto

Rali Serras de Fafe e Felgueiras passa para setembro mantendo lugar no Europeu de Ralis

Após concertar de posições entre o promotor do Campeonato Europeu de Ralis (ERC) e a FIA (Federação Internacional do Automóvel), o Rali Serras de Fafe e Felgiueiras passa para setembro.

A prova organizada pela Demoporto (Clube de Desportos Motorizados do Porto) estava agendada para o mês de março, mas a reconfiguração do calendário ditado pelo agravamento da pandemia de Covid-19, empurrou a prova nortenha para o mês de setembro. Será realizada entre os dias 24 e 26 desse mês e será a sexta prova do ERC.

Para Carlos Cruz, presidente do Demoporto, “não foi fácil, bem pelo contrário, remarcar uma nova data e a solução encontrada surgiu mesmo in-extremis, depois de consultarmos diversas entidades, desde autarquias a clubes organizadores de provas, tanto de Portugal como de Espanha, de modo a conciliar os interesses de todas as partes envolvidas. Felizmente conseguimos, resta agora esperar que em setembro a pandemia já esteja controlada ou faça mesmo parte do passado. O Demoporto sempre foi apologista de ralis com público e é evidente que vai estar atento à situação pandémica nessa altura, procurando, por todos os meios, fazer o rali com essa mais valia, em termos de moldura humana, não só para Fafe como para todas as regiões por onde ele vai passar.”

Já Parcídio Summavielle, vice-presidente da Câmara Municipal de Fafe, reagiu com satisfação sublinhando que “Foi possível ir ao encontro daquilo que a Câmara pretendia e se tínhamos pedido uma data a partir de final de maio, inclusive, a verdade é que, sinceramente, setembro será excelente e bastante melhor do que em julho ou agosto. Os interesses dos municípios de Fafe, Felgueiras, Vieira do Minho e Boticas, que estiveram sempre juntos, foram salvaguardados. Embora a questão da presença de público não fosse determinante, a verdade é que com o rali em março ou abril seria quase impossível ter espectadores, e em setembro haverá sempre a possibilidade de, pelo menos, algumas pessoas assistirem à prova. Portanto, a opção Setembro agrada-nos imenso e agora há que mobilizar o máximo empenho de todas as entidades envolvidas para montar uma prova que nos possa orgulhar a todos”.

Finalmente, o presidente da FPAK, Ni Amorim, disse que “A alteração para setembro [24/26] não mexe com a estrutura do Campeonato de Portugal de Ralis, o que é ótimo, e a data parece-me bem ajustada, já que a prova decorrerá ainda numa altura de boas condições climatéricas e, em teoria, fora da época alta de incêndios. Por outro lado, em princípio nessa altura a pandemia estará menos ativa ou mesmo já parcialmente debelada, o que vai permitir a presença de público, conferindo maior dignidade a uma prova internacional em regiões com grande tradição no desporto automóvel como Fafe, Felgueiras, Vieira do Minho e Boticas”.