Clássicos

E que tal juntar á coleção um raríssimo Ford Mustang Boss 429?

A cultura dos “muscle cars” diz pouco á maioria dos europeus, mas para os americanos que adoram o automóvel é quase uma religião, dividida entre os “Fordistas” e os “Chevystas”. Este Ford Mustang faz parte de uma raça à parte.

Foi produzido em apenas 499 unidades (em 1970) e muitas delas desapareceram em acidentes ou devido á erosão do tempo. Por isso mesmo é reconhecido como o mais raro e mais desejável Mustang, embora esta última afirmação seja merecedora de contraditório.

O Mustang Boss 429 foi produzido em 1969 e 1970, apenas, só foram feitas 499 unidades e a unidade que vai a leilão nos EUA pela Mecum é uma pérola!

O motor deste Mustang é um V8 de 7.0 litros e a única razão para que este enorme bloco surgisse debaixo do capô, foi a necessidade de homologar o motor para a Nascar. Na época, era obrigatório produzir um carro, que tivesse o motor para homologar, em 500 unidades vendidas ao público. 

Assim, a Ford não hesitou, pegou no massivo motor, que na versão de estrada tinha “apenas” 375 CV, e colocou-o na frente do Mustang, criando imediatamente um clássico.

Na realidade, a Ford produziu 1.359 unidades nos dois anos, mas apenas 499 em 1970, carros que tinham melhorias ao nível do escape e do comando da cambota e do veio de excêntricos. Oficialmente manteve os 375 CV, mas medições independentes na época diziam que o carro ultrapassava, alegremente, os 400 CV.

A Ford manteve os 375 CV para que os clientes não fossem penalizados em termos de seguros. E como na época ninguém colocava em dúvida o que os construtores diziam, oficialmente, o Mustang Boss 429 de 1970 tem 375 CV.

Outra diferença que faz este carro único é a frente. O motor V8 de 7 litros era tão gigantesco que não cabia na frente do Mustang. Portanto, o carro era enviado para a Kar Kraft, empresa que tinha como único cliente… a Ford, para modificar a frente e fazer com que o V8 coubesse no Mustang.

O modelo que vai a leilão entre os dias 18 e 20 de março pela Mecum Auctions, foi totalmente restaurado pela Randal Restaurations, um especialista dos Ford Mustang. Foi pintado por Bob Perkins, um reconhecido pintor norte americano especialista em “muscle cars” e, diz a Mecum, está em estado de concurso. Tem menos de 13 mil quilómetros e acredita-se que rendam uns bons milhares de dólares. O valor médio ronda os 250 mil dólares, embora o mais caro tenha rendido 550 mil e o mais barato ficado por 242 mil dólares. Se quiser acrescentar este exemplar á sua coleção, pode clicar aqui para saber mais.