Antevisão

Sabe quais são as novidades que o Nissan Qashqai vai revelar já no dia 18 de fevereiro?

O novo Qashqai vai ser apresentado já no dia 18 deste mês de fevereiro e vai revelar algumas coisas que pode saber, de antemão, aqui no Autoblogue.

Os pilares são três: eletrificação, conectividade e tecnologia e dinamismo. A evolução tecnológica também vai estar em destaque.

A Nissan ofereceu já várias imagens do carro camuflado e agora lançou mais algumas fotos do carro proto a ser revelado. O AUTOBLOGUE já conhece o estilo do Qashqai, pois o seu editor José Manuel Costa, esteve no japão em outubro de 2019 e foi revelado aos jornalistas presentes as formas do novo carro. Infelizmente não foi possível fotografar, mas estamos em condições de dizer que o carro não será uma verdadeira revolução, mas será diferente do atual carro.

Não haverá barra a ligar os farolins traseiros como agora é moda (o carro tem o estilo congelado há mais de dois anos), a frente bebe inspiração no Juke e o resto do carro é mais refinado que o atual modelo. Ainda assim, não haverá uma revolução como muitos esperavam depois de conhecerem o Ariya.

Porém, a próxima geração do Qashqai e do Juke já terá outras novidades, mas isso são contas de outro rosário…

Ora, o Qashqai vai se eletrificar. Esta terceira geração vai despojar-se dos motores diesel e apostar em propulsores a gasolina com hibridização em diversos níveis.

Na base estará o motor 1.3 litros com 140 ou 158 CV com hibridização suave. Mas a grande vedeta será a unidade motriz e-Power.

Com um três cilindros com 1.5 litros que funciona como gerador de energia para o motor elétrico de 190 CV que aciona as rodas, tem taxa de compressão variável, turbo de geometria variável e ciclo Atkinson. Não é um elétrico, mas funciona como um, tem características de um modelo elétrico e fica por saber se o Qashqai terá bateria auxiliar que permita andar mais que um par de quilómetros em modo 100% elétrico.

O Qashqai vai estar conectado. O carro vai conhecer passo em frente no que toca à tecnologia, com um painel de instrumentos de 12,3 polegadas e um ecrã central de 9 polegadas. Conservou alguns botões físicos e não foi demasiado radical com o desenho do tabliê.

Poderá ter “head up display” com 10,8 polegadas, WiFi interior, ligação Apple Car Play e Android Auto e, ainda, a assistente Alexa da Amazon. Tem memória para vários utilizadores e aplicações móveis. O nível de tecnologia vai crescer, mas muitos dos equipamentos vão ser deixados na lista de opcionais.

O Qashqai vai ter maior dinâmica. Tendo como base a plataforma CMF-C da Aliança Renault Nissan Mitsubishi, ganha em peso (serão menos 60 kgs face á segunda geração) e em dinamismo.

O carro terá o capô, os guarda lamas e as portas feitas em alumínio enquanto o portão traseiro é feito em material compósito. As jantes serão poderão ir até ás 20 polegadas e os modelos com tração integral vão ter eixo traseiro independente multibraços atrás. 

No que toca a dimensões, o novo Qashqai terá 4,43 metros de comprimento (mais 3,5 cm que o atual) e mais 2 cm na distância entre eixos, oferecendo uma bagageira com apenas 504 litros, um pouco acanhado face aos rivais, mas uma melhoria de 75 litros face ao atual modelo.