Home

Combustíveis continuam a subir de preço e próxima semana conhecerá novos máximos

Na segunda feira será conhecida a 8ª subida de preços em nove semanas de 2021, com a evolução das cotações em euros a apontarem para um aumento significativo.

Os preços vão aumentar na rede de distribuição das principais petrolíferas e, também, nos postos de abastecimento dos hipermercados, francamente em alta devido à procura por preços mais baixos.

Contas feitas, o aumento será de até dois cêntimos por cada litro de gasolina e 1,5 cêntimos por cada litro de gasóleo, nos postos das principais gasolineiras. Nos hipermercados, segundo fonte do setor, a subida rondará os 0,0170 euros na gasolina e 0,0140 euros no gasóleo.

Se esta será a 8ª subida de 2021, a verdade é que os preços dos combustíveis, segundo diz a Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG), estão a subir à 15 semanas e os valores chocam o menos atento: 11,5 cêntimos de aumento para a gasolina 95 e 15 cêntimos para o gasóleo aditivado. E nesta altura, o preço dos combustíveis estão ao mesmo nível de março de 2020.

O preço médio de cada litro de gasolina 95 é de 1,539 euros e do litro de gasóleo é de 1,396 euros. Portugal é o sétimo país com os combustíveis mais caros da União Europeia a 28. Estamos 12 cêntimos acima da média europeia e preocupantes 24 cêntimos mais caros que aqui ao lado, em Espanha.

Mas o mais espantoso é que a diferença de 24 cêntimos para Espanha desaparece quando retiramos os impostos. Olhe para as contas: sem impostos, cada litro de gasolina custa 54 cêntimos enquanto em Espanha fica por 56 cêntimos.

Ou seja, o Estado fica com cerca de 1 euro por cada litro de combustível, enquanto em Espanha o Governo “oferece” 24 cêntimos aos consumidores.

Enfim, o setor automóvel continua a ser um verdadeiro maná com a cobrança de impostos sobre impostos na venda de automóveis e com o imposto sobre produtos petrolíferos.