Elétricos

Citroen Berlingo de passageiros recebe versão 100% elétrica

Depois da versão comercial do Berlingo ter recebido versão 100% elétrica e da Stellantis ter oferecido variantes elétricas aos Peugeot Partner e Rifter e aos Opel Combo e Combo Life, chegou a hora do Berlingo de passageiros.

O Berlingo Ludospace recebe a mesma motorização elétrica dos restantes modelos, ou seja, 130 CV de potência e 280 km de autonomia. É a mesma motorização que podemos encontrar no Peugeot e-208, no Opel e-Corsa e nos outros comerciais que já foram eletrificados.

A bateria de 50 kWh permite uma autonomia de 280 km e o sistema tem vários modos de condução que permitem explorar as capacidades do sistema e os 130 CV e 260 Nm de binário, ou maximizar a autonomia disponibilizando apenas 82 CV e o mesmo binário, ou então o melhor destes dois modos com 109 CV e 210 Nm de binário.

Há um modo de regeneração B e com um carregador de 100 W, poderá recuperar 80% da carga em 30 minutos.

O e-Berlingo está disponível com dois comprimentos (4,40 e 4,75 metros) e oferecerá uma terceira fila de bancos e sete lugares. Algo que não é muito comum no mercado dos veículos elétricos.

O volume da bagageira oscila entre os 775 e os 1050 litros para a versão mais longa e com 5 lugares, podendo chegar aos 4 mil litros com todos os bancos rebatidos. Dentro do Berlingo o que não falta são espaços de arrumação no tejadilho, nas portas e entre os bancos. O óculo traseiro abre-se independentemente do portão traseiro.

Esta variante elétrica tem detalhes específicos como os logótipos e-Berlingo no exterior, anel azul no primeiro Airbump e o bocal do combustível substituído pela tomada para carregamento. O ecrã de 8 polegadas na consola central permite aceder a informações específicas do sistema elétrico (carregamento, fluxo de energia, estatísticas de consumo). O painel de instrumentos é digital a partir do equipamento Feel e é servido por um ecrã de 10 polegadas.