Home

Renault vai reorganizar a sua gama de motores em 2021

A casa francesa vai reorganizar a sua gama de motores e há algumas surpresas.

A entrada em vigor da norma Euro 6-DFull no dia 1 de janeiro, os construtores tem estado a alterar as suas gamas de motores. Uma delas é a Renault e essa reorganização levou a um recuo.

O Clio volta a ter disponível o motor diesel que tinha desaparecido do catálogo do utilitário da Renault. Também o Kadjar vai voltar a ter motor a gasóleo. No caso do Clio estamos a falar do bloco Blue dCi 100, já o SUV receberá o bloco Blue dCi 115, apenas com a caixa de velocidades de dupla embraiagem EDC.

Aproveitando esta alteração, o Clio passará a ter uma variante TCe 140 CV a gasolina já na Primavera. Com um detalhe: para não fazer sombra ao Clio E-Tech, o TCe 140 só terá caixa manual.

Outra surpresa: a Renault vai deixar de oferecer o motor TCe90 com caixa CVT, sendo substituído pelo 3 cilindros de 1.2 litros com a mesma caixa CVT evoluída pela Nissan e que se chama X-Tronic.

O Captur ganha o bloco a gasolina TCe 160 CV, com caixa de dupla embraiagem EDC, e sistema híbrido ligeiro com tecnologia de 12V e um alternador/motor de arranque.

Finalmente, o Megane vai receber, de volta, um motor TCe 115 e, mais tarde, um motor de 3 cilindros com 1.0 litros. A variante E-Tech de 160 CV deverá estar a caminho do Megane.