Home

Aston Martin perdeu 32% das vendas em 2020 culpando a pandemia de Covid-19

O número poderia ser preocupante, mas na Aston Martin olha-se para o copo meio cheio, já que a procura do novo DBX promoveu uma recuperação no final de 2020.

Contas feitas, foram vendidas, no total, 5862 unidades em 2020 pela Aston Martin, menos 32% que em 2019. 

Por via disso, o volume de negócios caiu para 707 milhões de euros (1,1 mil milhões de euros em 2019), gerando um prejuízo operacional de 373 milhões de euros. 

Mas a Aston Martin está esperançada que a forte procura do DBX no final de 2020 promova a recuperação em 2021. A casa britânica vendeu 1171 unidades do SUV no último trimestre de 2020, a que se juntaram 32 unidades de veículos especiais. Com uma redução nos custos com garantias e apoio financeiro à rede de vendas, a Aston Martin registou um aumento do volume de vendas de 3% e um EBITDA (lucros antes de impostos, juros, depreciações e amortizações) ajustado.

A reserva de dinheiro superior a 500 milhões de euros, permite reforçar a posição financeira da Aston Martin, sendo uma posição bem melhor que a registada em dezembro de 2019.

A entrada de Lawrence Stroll no capital da empresa (16,7%) e o reforço da posição da Mercedes para 20%, permitiu reduzir a dívida de forma sensível, na ordem dos 200 milhões de euros.

Tobias Moers, CEO da Aston Martin, aproveitou para revelar alguns detalhes do “Project Horizon”, uma estratégia para “crescimento, agilidade e eficiência”. A propriedade é entregar as primeiras unidades do Valkyrie no segundo semestre e o lançamento de derivativos do DBX no terceiro trimestre de 2021.

A presença da Mercedes no capital da Aston Martin vai oferecer acesso à mecânicas híbridas bem como outras tecnologias e mecânicas, reduzindo de forma assinalável os custos de desenvolvimento.

A presença na Fórmula 1 está a aumentar o reconhecimento da marca, explica Moers, acreditando que entre 2024 e 2025 as vendas estejam para lá das 10 mil unidades, o volume de negócios superior a 3 mil milhões de euros e um lucro de superior a 500 milhões de euros.

Para 2021, a Aston Martin antevê um volume de vendas de 6 mil unidades e o retorno aos lucros, muito com a ajuda do DBX.

Categories: Home, Notícias

Tagged as: , , ,