Home

Renault confirma que vai lançar um 4L elétrico para fazer companhia ao R5

Durante a apresentação da estratégia elétrica do Grupo Renault, conhecida como “ElectroPop”, Luca de Meo confirmou que o 4L vai regressar!

O carro vai-se chamar Renault 4ever, será o segundo modelo elétrico compacto depois do Renault 5, revelado durante a apresentação da estratégia Renalution. 

Voltou a ser Luca de Meo quem deu a cara por esta nova estratégia que surge na sequência de algumas críticas feitas ao programa Renaulution e pela necessidade de autonomizar o desempenho em termos de mobilidade elétrica.

Assim, o R5 que vai surgir em 2024, dará lugar a dois derivados, o 4Ever e um carro desportivo para a Alpine.

Os três carros terão como plataforma a nova, embora não totalmente nova, plataforma elétrica denominada CMF-BEV. Esta base terá uma nova parte central para acomodar os pacotes de baterias, mas 50% da plataforma é igual à CMF-B já conhecida na Aliança Renault Nissan Mitsubishi. Todos serão produzidos na fábrica de Douai.

Esta plataforma adaptada permitirá à Renault reduzir os custos por 33% face ao atual Renault Zoe. 

Os três modelos fazem parte da ofensiva de 10 modelos 100% elétricos que o Grupo Renault vai introduzir até 2025, sete dos quais com o nome Renault.

Lua de Meo anunciou o 4ever e também um novo compacto com base na outra plataforma elétrica da Renault, a CMF-EV que será usada no novo Megane EV no final deste ano.

Segundo Luca de Meo, 90% dos veículos da marca Renault vendidos da Europa serão elétricos em 2030, sendo os restantes híbridos. A Alpine vai ser uma marca exclusivamente elétrica e a Dacia será 10% elétrica em 2030, com ampla utilização dos híbridos. A eletrificação da Lada dependerá das regras russas.

Contas feitas, o grupo Renault vai investir 10 mil milhões de euros com a eletrificação, esperando-se que a Nissan invista pelo menos o mesmo.

Os dois construtores vão partilhar as plataformas CMF-BEV e CMF-EV com a produção a chegar, dentro da Aliança, pelo menos a 1 milhão de unidades em 2025. Cifra dividida mais ou menos a meio.

Luca de meo não revelou mais detalhes sobre o 4ever. Sabe-se que será revivalista à maneira do R5 – Luca de Meo foi quem lançou o Fiat 500 revivalista – e, também, deverá ser um “crossover” tal como seria considerado o 4L nos dias de hoje. Recordamos que o 4L foi vendido durante 33 anos, tendo sido lançado em 1961.

Sobre estes novos projetos debaixo da estratégia “ElectroPop”, Luca de Meo referiu que “temos a plataforma certa, temos a capacidade, temos um plano de vendas com volumes relativamente conservadores para que tudo seja feito com os custos certos desde o início.”

Já o modelo que será usado pela Alpine será diferente, não só no estilo, mas também na forma e na performance graças a uma bateria maior. Luca de Meo delineou uma estratégia dupla para a Renault com baterias “Gen1 Performance” que vão surgiu no Megane EV, com mais duas gerações até 2030, enquanto depois aparecerá a “Gen1 Affordable” que surgirão no Renault 5, com uma segunda geração em 2028.

Já o primeiro modelo 100% elétrico da Alpine surgirá em 2024, revelou Luca de Meo. O plano é lançar três modelos que vão substituir o A110 atualmente à venda.

Desses, um será desportivo e, acredita-se, desenvolvido com a Lotus, outro será um crossover de elevado desempenho.