Home

Ferrari triplicou lucros no segundo trimestre ao vender 2.685 veículos

Quando está a caminho o novo CEO, Benedetto Vigna, um perfeito desconhecido que até agora era CEO da STMicroeletronics, fecho o segundo trimestre com elevados lucros.

A escolha não é inocente, pois a Ferrari quer elevar as suas competências no que toca à eletrificação e software. E Benedetto Vigna vai receber uma empresa que continua com excelente saúde financeira.

Contas feitas ao lucro ajustado antes de impostos, juros, depreciação e amortização chegou aos 386 milhões de euros, muito acima do registado no segundo trimestre de 2020, que registou 124 milhões de euros de lucro.

As vendas quase duplicaram para 2.685 unidades, sendo muito semelhantes às de 2019. Com tudo isto, a Ferrari tem um “cash flow” de 450 milhões de euros, mais 100 milhões do que as previsões. Apesar de tudo isto, a Ferrari não mudou a previsão de resultados de 2021.

A casa de Maranello está a demorar a mergulhar na eletrificação e essa hesitação está a prejudicar o valor bolsista da empresa. Os 3% perdidos em 12 meses fizeram a Ferrari cair para um valor de 34 mil milhões de euros.

Ora, a chegada de Benedetto Vigna para ocupar o lugar de Louis Camilieri como CEO tem como objetivo lançar a Ferrari no caminho da eletrificação e digitalização.

Vigna era o CEO da STRMicroeletronics que funcionava como fornecedora de microchips para a Apple e tem como cliente a Bosch.

A missão de Benedetto Vigna não é fácil: terá de equilibrar aquilo que os adeptos e clientes da Ferrari querem – motores V8, V12 e muita potência sem pensar no ambiente – e aquilo que os mais jovens clientes da casa de Maranello e as exigências legais colocam – eletrificação e digitalização.

Veremos se John Elkann, o neto de Giovanni Agnelli e o presidente da Exor, a holding da família Agnelli e que é presidente da Stellantis e o presidente da Ferrari (cujo “spin off” a colocou fora do universo Stellantis), volta a acertar depois de ter escolhido Louis Camilieri como CEO da Ferrari, ele que tinha vindo da Philip Morris.