Desporto

Teemu Suninen abandona com efeito imediato a M-Sport no Mundial de Ralis

O Rali de Ypres foi a gota de água para Teemu Suninen e para os responsáveis pela sua carreira, anunciando o finlandês de 27 anos a saída, imediata, da M-Sport.

O comunicado que publicamos é claro: “é tempo de dizer adeus à M-Sport. Estiou grato que me tenham dado a chance de ser um dos seus pilotos no Mundial de Ralis ao longo de vários anos.”

Teemu Suninen tem sido piloto da M-Sport desde 2017 com os anos de 2019 e 2020 a serem feitos ao volante do Fiesta WRC. Conseguiu três pódios. Este ano começou com o pé esquerdo e ficou claro que Adrien Fourmaux é o piloto de Malcolm Wilson. Suninen fez várias provas no WRC2 com o Fiesta Rally2 alternando com o francês no Fiesta WRC.

O finlandês já sabia, também, que não fazia parte dos planos para 2022. Malcolm Wilson foi claro ao reagir à separação. “Estamos felizes com o desfecho pois o Teemu não fazia parte dos nossos planos para 2022, pelo que estamos satisfeitos por as coisas acabarem neste momento. Esta é a realidade. Assim que tomamos a decisão para 2022 não o quisemos atrapalhar nos seus projetos futuros. É uma pena que não tenha funcionado. Como devem imaginar, ninguém queria que as coisas funcionassem mais do que eu. Não há nenhuma questão contra o Teemu. É um acordo amigável e não fecha a porta a uma futura colaboração.Isso acabou e a formação liderada no terreno por Richard Millener terá, agora, a tempo inteiro, no Fiesta WRC, até final do ano, Gus Greensmith (piloto pagante) e Adrien Fourmaux, apoiado pela Red Bull, colaboração recuperada depois da passagem de Ogier pela M-Sport. Resta saber quem estará, agora, ao volante do Fiesta Rally2 nas próximas provas e, já agora, quem fará companhia a Adrien Fourmaux na formação 2022 da M-Sport com o novo Puma Hybrid. Sebastien Loeb já se candidatou várias vezes, mas Craig Breen é um dos fortes candidatos a estar ao volante do Ford Puma Hybrid no próximo ano