Desporto

Kimi Raikkonen diz adeus à Fórmula 1 com a descontração habitual

O piloto finlandês anunciou há dois dias o seu abandono da Fórmula 1 e ontem, entrevistado antes do GP dos Países Baixos, deixou todos espantados com as suas respostas.

Raikkonen disse que a Fórmula 1 nunca foi a sua vida, pois ele sempre fez coisas ao ar livre e coisas normais. Por isso, e a pergunta era sobre a dificuldade de tomar a decisão, para Kimi Raikkonen não foi “difícil tomar uma decisão sobre a saída da Fórmula 1.”

Especula-se sobre o que irá fazer, agora, o piloto de 41 anos. Já fez ralis – que gosta muito – e poderá, muito bem, encaminhar-se para o WEC. 

Chega ao fim a carreira de um piloto que foi o último a dar um título de Campeão do Mundo de Pilotos à Ferrari, que foi o melhor alimentador de memes e que ganhou a sua alcunha de Iceman devido á sua indiferença e calma perante situações difíceis.

Kimi Raikkonen disputou, até ao GP dos Paises Baixos, 342 Grandes Prémios, conheceu 16 companheiros de equipa (Nick Heidfeld, David Coulthard, Juan Pablo Montoya, Pedro de La Rosa, Alexander Wurz, Felipe Massa, Luca Badoer, Giancarlo Fisichella, Romain Grosjean, Jerome d’Ambrosio, Fernando Alonso, Sebastien Vettel, Antonio Giovinazzi, Robert Kubica, Mick Schumacher, Illot Callum) ao longo de 19 temporadas. Conheceu 5 construtores 8ferrari, McLaren, Alfa Romeo, Lotus e Sauber) e 4 construtores de motores (Ferrari, Mercedes, Renault e Petronas).

Conseguiu 21 vitórias (6,14% face aos GP disputados), 18 pole positions (5,26%), 46 melhores voltas (13,45%), 103 pódios (30,12%), 46 melhores voltas e 71 abandonos (20,76%). 

Conquistou 1.865 pontos, média de 5,45 pts por prova, 98.16 pontos por temporada. Esteve 1.305 voltas na liderança num total de 6.614 km, fez um total de 18.186 voltas percorrendo 90.380 km. A média de finalização em corrida é de 7,59 (7º lugar) e em qualificação é de 6,1 (6º lugar). Foi Campeão do Mundo de Fórmula 1 em 2007 e estreou-se no Grande Prémio da Austrália de 2001. Encerrará a carreira no final de 2021, mas apesar disso já agradeceu à família e a todos os que estiveram envolvidos na sua carreira, deixando antever que não quer festa no final da temporada.