Desporto

Porsche 962C, vencedor da ADAC Supercup 1987, regressa ao estado original após 18 meses (c/vídeo)

Pelas mãos de Armin Berger e Traugott Brecht, da Porsche Historic Motorsport, este 962C regressou ao seu estado original.

Ambos vinham alimentando o desejo de restaurar um carro que estava “abandonado” num armazém, pintado de branco depois de ter sido usado como unidade de testes aerodinâmicos.

“Passávamos muitas vezes por ele no armazém. Há um ano e meio decidimos tirá-lo do seu canto, levá-lo para Weissache começar a restaurá-lo” referiu Armin Berger.

Regressado ao local onde foi construído, o 962C foi recuperado de A a Z.

Tendo sido usado como carro de testes, a equipa de restauradores tiveram de trabalhar duro para refazerem a parte inferior como era originalmente, e até os radiadores tiveram de ser recolocados de acordo com as especificações do carro original. Que venceu o ADAC Wurth Supercup em 1987 com Hans-Joachim Stuck ao volante. 

Para conseguirem o restauro perfeito, Armin Berger destacou “a cooperação com outros departamentos da Porsche foi essencial. Encontrámos quase tudo o que precisávamos num raio de apenas 30 metros!”

Até conseguiram que Rob Powell, o homem que desenhou a decoração do carro com as cores da Shell, prontificou-se a deslocar-se a Weissach com os desenhos originais já com 35 anos!

Completado o restauro, a Porsche convidou Hans-Joachim Stuck para ver o carro devolvido á sua condição original. “Se mostrasse o meu braço, veriam como estou arrepiado” disse o piloto alemão durante o contacto com o carro pela primeira vez após 35 anos. “Este carro, claro, significa muito para mim porque foi o tipo de carro que me servia como uma luva porque fui o único a pilotá-lo.”

E a Porsche não só o deixou ver o carro como o deixou pilotar, novamente, algo que deixou Hans-Joachim Stuck muito feliz. 

“Um dia como este nunca será esquecido. Ter a possibilidade de ter competido com este carro e voltar a sentar-me nele 35 anos depois e poder conduzir uma vez mais foi, simplesmente, brilhante!”