Rali das Camélias ganho por Rui Madeira 

Rali das Camélias ganho por Rui Madeira 

02/03/2022 0 Por Autoblogue
0 0
Read Time:5 Minute, 41 Second

Rui Madeira ganhou as Camélias. E dificilmente o Clube Motorismo de Setúbal podia pedir mais emoção para a edição 2022 do bilstein group Rali das Camélias.

Também a bilstein group não podia ter escolhido melhor ano para se associar a uma prova com a história e a mística das Camélias, num dia que até São Pedro ajudou ao espectáculo proporcionando um maravilhoso dia de sol e já com ares de Primavera, o que permitiu aos milhares de espectadores que se deslocaram às especiais da serra de Sintra/Cascais e da região de Mafra disfrutarem de uma extraordinária competição que durou até aos últimos metros da derradeira especial.

Rali Camélias - Paulo Neto
Paulo Neto (Skoda Fabia Evo2), segundo classificado

Rali das Camélias começou no Casino do Estoril

A prova arrancou nos Jardins do Casino Estoril e os pilotos rumaram até Sintra para o início da primeira especial. Na abertura das hostilidades Gil Antunes com o Dacia Sandero foi o mais rápido, deixando Pedro Clarimundo a 0.4s, e com Rui Madeira, Paulo Neto e Carlos Fernandes a ficarem a menos de 10s do mais rápido, deixando logo a nota do extremo equilíbrio que iríamos ter pela frente. Logo a seguir na ligação da Peninha para a Penha Longa foi a vez de Clarimundo ser o mais rápido, na frente de Madeira, Neto, Antunes e Fernandes, assistindo-se aqui à primeira troca de comandante, com o homem do Skoda a liderança com cerca de cinco segundos de avanço para o piloto do Mitsubishi Mirage.

Antes da pausa para almoço, a última especial realizou-se já na zona de Mafra e Gil Antunes voltou a colocar o Dacia Sandero no topo da tabela de tempos, mas chegou ao Palácio Nacional no segundo posto a 0.3s de Pedro Clarimundo que mantinha o comando, enquanto Rui Madeira surgia a 2.0s e Paulo Neto a 7.9s, o que deixava tudo em aberto para as últimas duas secções. 

Rui Madeira sobre ao 1º lugar

Logo na primeira classificativa da tarde, um problema no Skoda colocou ponto final no vencedor da edição de 2019 e permitiu a Rui Madeira tornar-se no terceiro líder diferente do rali, embora o piloto de Almada ainda não tivesse ganho nenhum troço. Este foi ganho por Carlos Fernandes, que assim parecia capaz de voltar a lutar pelo trinunfo, era quarto a 18.0s, enquanto os três primeiros passavam a caber em escassos 5.4s. 

No Livramento foi a vez de Paulo Neto se estrear a vencer na edição deste ano da prova organizada pelo Clube de Motorismo de Setúbal, mas os três primeiros couberam em apenas 1 seg, pelo que no topo da tabela ficou tudo na mesma quando ficava a faltar a dupla passagem pelos Capuchos. Carlos Fernandes era por esta altura um tranquilo quarto classificado, na frente de Américo Antunes e André Cabeças, que tinha a questão do Top 5 em aberto por menos de 10 seg. 

Rali das Camélias - Carlos Fernandes
Carlos Fernandes (Mitsubishi Lancer Evo)

No entanto, a passagem ao cair da tarde pela mais longa classificativa acabou por decidir o rali. Rui Madeira atacou forte, ganhou pela primeira vez uma especial e passou uma vantagem de apenas 1.6s para 15.9s. Com este desempenho o piloto do Mitsubishi Mirage resolveu as Camélias e garantiu a segunda vitória consecutiva. A derradeira passagem pelos Capuchos foi apenas um cumprir de calendário, antes de trazer o carro até aos Jardins do Casino Estoril onde terminou em festa. 

Rali das Camélias - Gil Antunes
Gil Antunes (Dacia Sandero)

Gil Antunes azarado

Azar teve Gil Antunes, que entrou para a última especial com mais de 12 seg de vantagem sobre Paulo Neto, mas furou e cedeu quase dois minutos e não só perdeu o lugar intermédio do pódio, como saíu mesmo da tribuna dos vencedores. Para além de Neto beneficiou Carlos Fernandes, que fez um rali muito seguro, sem conseguir acompanhar os quatro da frente, mas sem ser pressionado por ninguém e acabou por ser premiado no final com o pódio e a vitória no Grupo P.

Américo Antunes e André Cabeças entraram separados por apenas 1 seg para o último troço e o homem do Peugeot acabou por resolver essa luta a seu favor e ganhou ainda um lugar extra fruto do atraso de Gil Antunes. André Cabeças acabou por ficar assim com o sexto lugar, com Pauric Duffy, Daniel Ferreira, Gonçalo Boaventura e Pedro Lança fecharam o top 10.

Muita luta também nas outras categorias, com a dupla João lopes / João Lopes – Ford Escort RS 2000 a garantir o triunfo entre os Clássicos, José Monteiro e Carlos Mansinho, foram os mais rápidos entre os pequenos KIA Picanto e das duas Senhoras inscritas como piloto, Sílvia Farracho / Filipe Pereira, lograram levaram o Citroen Sax Cup até final, na prova de estreia. 

Rali das Camélias - Rui Madeira

Rui Madeira vence edição de luxo do Rali das Camélias

Mais uma vez o Clube Motorismo de Setúbal montou uma prova que foi do agrado dos 70 concorrentes autorizados a partir. Foi um bilstein group Rali das Camélias recheado de emoção, em que seguramente os milhares que se deslocaram à estrada deram por bem empregue o tempo num dia de Primavera em pleno mês de Fevereiro e em que o novo parceiro do CMS, o bilstein group, seguramente estará satisfeito com a parceria com esta fantástica organização

Para o Diretor da Prova “como sempre era muito importante que tudo corresse bem e que a prova fosse segura e do agrado de todos os concorrentes. Tivemos um bom e diversificado leque de equipas inscritas, perdendo alguns já perto da partida, alguns por questões técnicas e outras ainda por causa da pandemia “Covid 19” , mas os setenta que partiram, prometiam um bom espetáculo.

Segurança foi palavra chave

Montámos um rali muito seguro, apoiado na logística das Câmaras Municipais de Cascais, Sintra e Mafra, com a Proteção Civil muito activa e presente, muitos meios de socorro estrategicamente colocados e as forças de segurança posicionadas de forma que tudo decorresse sem problemas.

Daniel Rolo
Daniel Rolo (Nissan Sunny GTiR), carro 00

Todas as (poucas) situações que ocorreram, foram de imediato resolvidas e por isso, pilotos, organizadores e espectadores, puderam apreciar da melhor forma um rali muito competitivo, desenhado numa das mais bonitas zonas do país, com provas de classificação emblemáticas e desafiantes.

Para nós – organização – tudo foi muito fácil. Este ano com o apoio do bilstein group, o Rali das Camélias foi o melhor dos últimos anos e ainda tem espaço para evoluir, principalmente em qualidade, para que que todos se divirtam e queiram voltar à nossa prova.”

Para o ano, a prova deverá estar sediada em Mafra, cumprindo assim a rotação prevista e acordada com os três municípios, desde a primeira hora e já há boas notícias referentes ao interesse que a bilstein group tem, em continuar a ser parceiro privilegiado do Rali das Camélias. Mais notícias muito em breve…

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %