Renault Austral renova oferta SUV da marca francesa

Renault Austral renova oferta SUV da marca francesa

08/03/2022 0 Por Jose Manuel Costa
0 0
Read Time:4 Minute, 40 Second

O Renault Austral é a epitome da estratégia Renaulution: dar prioridade aos modelos mais rentáveis e acabar com os de vendas menores. Este novo SUV vem ocupar o lugar do menos bem-sucedido Kadjar.

O novo modelo estará à venda em setembro e vai ocupar o lugar do Kadjar, modelo que nunca conheceu o sucesso que a Renault esperava. Modelo orientado para a família, junta-se ao Arkana na oferta SUV da casa francesa.

Renault Austral

Replicar o Sucesso do Arkana

E a Renault espera que o sucesso do novo modelo seja o mesmo do Arkana que, desde o lançamento, “caiu no goto” do mercado e tem sido um sucesso de vendas e em termos de rentabilidade.

O Austral vai ser oferecido, exclusivamente, com motores a gasolina a que se junta o sistema E-Tech em formato híbrido e híbrido Plug-In. Não haverá uma versão 100% elétrica, pois a Renault vai juntar ao Megane E-Tech um crossover elétrico que estará lado a lado com o Austral.

Renault Austral no lugar do Kadjar

O Austral é o primeiro modelo da Renault a ser feito com base na terceira geração da plataforma CMF-CD e será produzido em Espanha (Valência) onde é feito o Kadjar desde 2015. O novo modelo da Renault é o irmão gaulês da terceira geração do Nissan Qashqai. Tal como sucedia com o Kadjar.

A insistência da Renault neste segmento com o Austral a ocupar o lugar do Kadjar está relacionado com o peso de 25% dos veículos vendidos no Velho Continente serem SUV compactos. Por isso mesmo, raro é o construtor que não tem dois modelos no segmento.

Renault Austral

Vendas em perda do Kadjar

Mas, vamos a contas. O Renault Kadjar perdeu 48% de vendas em 2021, caindo para 32.948 unidades comercializadas. Para se perceber o trambolhão e a perda de influência do modelo, o dominador do segmento (VW Tiguan) vendeu 161.308 unidades. O segundo mais vendido (Hyundai Tucson) entregou 149.786 modelos e o terceiro foi o Peugeot 3008 com 140.568 carros. 

Por seu turno, o Renault Arkana vendeu, no primeiro ano de comercialização, 41.362 unidades e, segundo Luca de Meo, estamos a falar de um dos mais rentáveis modelos da casa francesa.

Renault Austral

Estilo e tecnologia para seduzir

A Renault aponta para o estilo e para a tecnologia como fatores de sedução dos clientes. Segundo Agneta Dahlgren, responsável pelo estilo dos modelos compactos da Renault, “quisemos dar um estilo dinâmico ao Austral tanto por fora como por dentro. Mas não deixando de transmitir um senso de segurança e robustez, algo crucial num carro familiar.”

Olhando para as fotos, percebe-se esse estilo musculado no exterior, ao passo que no interior destacam-se os ecrãs que perfazem quase um metro quadrado de imagem. Há opcionais como as quatro rodas direcionais e flexibilidade interior.

Interior tecnológico

E porque estamos a falar do interior, o destaque está no sistema Open R da Renault servido por um ecrã de 12,3 polegadas para o painel de instrumentos e outro ecrã de 12 polegadas sensível ao toque e colocado na horizontal que serve o sistema de info entretenimento.

A Renault teve o cuidado de proteger estes enormes ecrãs com vidro temperado que resiste aos riscos e à agressividade dos produtos de limpeza, que ainda são complementados com uma camada de anti dedadas e anti brilho. 

O sistema inclui, ainda, um “Head Up Display” com 9,3 polegadas. Contas feitas, como referimos, são quase 1 metro quadrado de ecrãs no interior do Austral. O Open R tem de série serviços Google, baseado no sistema Android Automotive que já está disponível no Megane E-Tech.

Renault Austral com interior flexível

A casa francesa ofereceu ao Austral um interior flexível com, por exemplo, um banco traseiro com possibilidade de rebatimento 2/3 – 1/3 sendo que cada seção possui calhas e pode deslizar para diante ou para trás 16 centímetros. É possível, assim, beneficiar a bagageira ou a habitabilidade.

Opções diesel ou 100% elétrica não há no Renault Austral

Como referimos acima, não há motores diesel ou 100% elétricos no Austral. Os modelos de base estão equipados com o bloco 1.3 litros com sistema híbrido ligeiro de 12 volts. A potência pode ser de 130 ou 160 CV com emissões de CO2 de 126 gr/km. 

Depois há um novo bloco de 1.2 litros – que não é mais que o motor 1.0 litros com curso alongado – com hibridização ligeira com tecnologia de 48 volts, bateria de iões de lítio e emissões de 123 gr/km de CO2. Este propulsor é a opção para substituir os blocos diesel.

Este motor é a base da versão híbrida E-Tech com dois patamares de potência (160 e 200 CV) emitindo, apenas, 106 gr/km. E convirá dizer, desde já, que este bloco 1.2 litros será a base de toda a oferta de propulsores não elétricos, sendo capaz de c hegar aos 300 CV.

Direção 4Control Advanced

As versões híbridas e Plug-In podem beneficiar da terceira geração do sistema 4Control de quatro rodas direcionais, conhecido agora como 4Control Advanced. Feito pela Aisin, o sistema, a baixa velocidade vira as rodas traseiras no sentido oposto do veículo. O ângulo é de 5 graus (era de 3,5), permitindo um diâmetro de viragem de 10,1 metros. Ao nível de um utilitário. Acima dos 50 km/h, as rodas traseiras viram no mesmo sentido da marcha até o máximo de 1 grau para aumentar a estabilidade.

Desconhece-se quando é que o Austral chega a Portugal, qual a gama e quais os preços.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %