Carlos Tavares apelou à redução das taxas do aço

Carlos Tavares apelou à redução das taxas do aço

09/03/2022 0 Por Autoblogue
0 0
Read Time:2 Minute, 14 Second

No quadro de guerra, Carlos Tavares apelou para a redução do preço das matérias primas, cujo aumento brutal desde o início da invasão da Ucrânia pela Rússia está a prejudicar.

Para Carlos Tavares, sentado em lucros fantásticos e numa rentabilidade operacional ao nível de marcas Premium, as coisas são simples. Numa entrevista com diversos órgãos de comunicação europeus, Carlos Tavares apelou para a redução das taxas e preços. “Precisamos de mais concorrência ou então mais produção em algumas geografias, para não criarmos um desequilíbrio entre a oferta e a procura e, assim, baixarmos a inflação.”

Carlos Tavares apelou

Carlos Tavares apelou para a redução de preços em toda a matéria-prima

Curiosamente, o aço doméstico baixou de preço no último ano, mas outros metais e matérias-primas aumentam e começam a influir nos custos. Exemplos? Para fazer os catalisadores, um dos metais necessários é o Paládio, metal precioso e raro. O preço da onça Troy (que “vale” 31.1034768 gramas) esta semana chegou aos 3,262.00 dólares. Um valor que há mais de 10 meses não era visto.

Simultaneamente, o alumínio tocou máximos históricos negociando em baixa no dia de ontem, mas a custar 3.50 dólares por quilo, ou seja, 3.502 dólares por tonelada. Um aumento de 17,51% desde que o conflito começou. Ou seja, hoje pagam as empresas mais 557 dólares.

Outro exemplo é a lata, a chapa que é usada nas latas de conservas e é usada também, nos automóveis, custa 50 mil dólares por tonelada, uma subida de 1.365 dólares nos últimos dias. O aço subiu de forma impressionante e custa 1.815 dólares a tonelada.

Juntando a isto taxas de direitos alfandegários de 25% sobre certas importações de aço e outros materiais, percebe-se que os preços estão a ser inflacionados propositadamente.

Dificuldades para as baterias

Carlos Tavares apelou, também, para a redução de preços em outras matérias primas. O níquel é essencial para as baterias e 5% da produção mundial está na Rússia. Ora com todas as sanções, a produção não vai sair para o Velho Continente. O que vai fazer com que o níquel da Rússia acabe na China.

Mas os europeus e americanos já estão a sofrer e o preço do Niquel está nos 42.995 dólares por tonelada. Antes do conflito estava nos 25 mil dólares!

Por tudo isto, percebe-se o apelo de Carlos Tavares para que as taxas baixem e haja mais produção e concorrência para baixarem os preços. Veremos se o português CEO da Stellantis vai obter eco dos seus apelos. E, já agora, se as coisas acalmam e tudo volta a uma normalidade que abandonou as nossas vidas desde 2020. 

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %