Afinal os radares têm ou não margem de erro? 

Afinal os radares têm ou não margem de erro? 

18/05/2022 0 Por Jose Manuel Costa
3 0
Read Time:2 Minute, 43 Second

Afinal os radares têm, mesmo, margem de erro. Ou tolerância do radar. Isto não quer dizer que agora será tudo à vontadinha. Olhe que não…

Evidentemente que se exagerar, as forças policiais estarão atentas e estão previstas multas, perda de pontos na carta de condução e possibilidade de ficar sem a carta de forma temporária ou definitiva.

Afinal os radares

Afinal os radares têm margem de erro

Não sendo aquilo que muitos pensam, há uma margem de erro que é conhecida como a “Regra dos 7”. O que é isto?

O número traduz uma percentagem. Ou seja, sempre que estiver, apenas, 7% acima do limite de velocidade do troço em que viaja.

Contas feitas, em autoestrada, o limite é de 120 km/h, quer isto dizer que se rodar a 128 km/h não será multado.

Já dentro das localidades a velocidade é de 50 km/h. Se passar no radar a 53 km/h não será multado.

Em alguns países da Europa não há percentagens, mas apenas uma margem de 10 km/h. Ou seja, a 120 km/h quem passar a 130 km/h não será multado. Se quiser facilitar as coisas pode usar a “Regra dos 7”, mas aplicando a métrica de 7 km/h ao invés da percentagem.

Radares que medem a velocidade média

Os aumentos dos LCV (Locais de Controlo de Velocidade) de 60 para 110, leva a que o Sistema Nacional de Controlo de Velocidade (SINCRO) terá, assim, mais 50 LCV, dos quais 30 de velocidade instantânea e 20 de controlo da velocidade média entre dois pontos.

O grande objetivo é penalizar as pessoas que reduzem repentinamente a velocidade quando se aproximam de um radar fixo e voltam a acelerar depois de o passarem.

Nesta situação descrita, um condutor que acelere depois de passar o radar e ultrapassar o limite de velocidade permitido na estrada em que se encontre, será multado pelas autoridades. Outra das inovações com este sistema de radar é a capacidade para medir, ao mesmo tempo, a velocidade de vários veículos, mesmo quando estes circulam lado a lado.

E não se esqueça que todos eles vão entrar em funcionamento já no dia 1 de junho. E a Câmara Municipal de Lisboa já revelou a localização deles. Aqui está ela:

– Avenida da Índia
– Avenida de Brasília
– Avenida Infante D. Henrique (dois radares)
– Avenida de Ceuta (dois radares)
– Avenida General Correia Barreto (dois radares)
– Avenida Marechal António Spínola (dois radares)
– Avenida Marechal Gomes da Costa
– Avenida Almirante Gago Coutinho
– Avenida Eusébio da Silva Ferreira
– Avenida da República
– Campo Grande
– Avenida da Cidade do Porto
– Avenida João XXI
– Avenida Afonso Costa
– Túnel do Marquês
– Avenida Marechal Craveiro Lopes
– Avenida das Descobertas.

E para saber tudo de forma mais precisa, é clicar no mapa abaixo.

Portugal tem menos radares que na Europa

O número de radares fixos por 1000 km quadrados mede a densidade de pontos de medição e, contas feitas, Portugal encontra-se em 13º lugar, com cerca de 1 radar fixo por cada 1000 km quadrados.

A Bélgica lidera com 67 radares por 1000 km quadrados, seguida por Malta, Itália, Grã Bretanha, Alemanha e França. Espanha tem 3,4 radares por 1000 km quadrados. Menos que Portugal, apenas Dinamarca, Irlanda e Rússia.

Happy
Happy
100 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %